C.E.P.

 

 

Para cima
Organização de 1917
A Retaguarda
A Vida nas Trincheiras
4 de Junho 1917
16 de Julho 1917
14 de Agosto 1917
19 de Agosto 1917
14 de Setembro 1917
2 de Março 1918
7 de Março 1918
9 de Março 1918
12 de Março 1918
14 de Março 1918
19 de Março 1918
21 de Março 1918
3 de Abril 1918
9 de Abril 1918
Organização de 1918
17 de Outubro 1918
7 de Novembro 1918
A Honra do C.E.P.

 

O Corpo Expedicionário Português - CEP

 

 

As Trincheiras - Sousa Lopes

 

O Verão de 1917 - Junho a Setembro de 1917

 

A entrada na frente de combate, 1ª Linha de Trincheiras, começou em Março de 1917, tendo o primeiro sector a ser ocupado o sector de Ferme du Bois.

 

 

Sector

 Frente de 4 Km

Ferme du Bois

1ª Linha

Linha A e B

SS-II

BI 22

(Combate)

SS-I

BI 34

(Combate)

Linha C

 

Comando dos Batalhões

BI 28

 (Apoio)

2ª Linha

Linha das Aldeias

Comando da Brigada

 

BI 21

 (Reserva)

+

Q.G.1ª Brigada

Chateau du Raux

 

 

 

A 2 de Junho de 1917 encontrava-se já ocupado por tropas portuguesas o subsector II de Neuve Chapelle.

 

Frente Portuguesa a 2 de Junho de 1917. Total de 6 Km

 

 Sector

               Frente 6 Km 

Neuve Chapelle

Ferme du Bois

1ª Linha

 

Linha da Frente

 

 

Linha A e B

 

 SS-I

BI 35

(Combate)

 

SS-II

BI 22

(Combate)

 

SS-I

BI 34

(Combate)

Linha C

 

Comando dos Batalhões

BI 24 (Apoio)

BI 28

 (Apoio)

 

2ª Linha

Linha das Aldeias

 

Comando da Brigada

BI 7 (Reserva)

+

Grupo de Artilharia

 +

Q.G.2ª Brigada

Les Huit Maisons

BI 21(Reserva)

+

 Grupo de Artilharia

 +

Q.G.1ª Brigada

Le Touret

3ª Linha

 

Linha de

 Corpo

Quartel General da Divisão

 

Q.G. 1ª Divisão

Lestren (Chateau de La Cigale)

 General Gomes da Costa

 

(Reserva 3ª Brigada)

 

 

 

A 1ª Divisão tomou a responsabilidade dos seus sectores no dia 10 de Julho de 1917, sector de Ferme du Bois e Neuve Chapelle.

 

Frente Portuguesa a 10 de Julho de 1917. Total de 8 Km

 

 

Sector

 

                                  Frente 8 Km 

Neuve Chapelle

Ferme du Bois

1ª Linha

 

 

Linha A e B

 

SS-II

BI 23

(Combate)

 

SS-I

BI 35

(Combate)

 

SS-II

BI 22

(Combate)

 

SS-I

BI 34

(Combate)

Linha C

 

Comando dos Batalhões

BI 24

 (Apoio)

BI 28

 (Apoio)

 

2ª Linha

Linha das Aldeias

 

Comando da Brigada

BI 7 (Reserva)

 +

Grupo de Artilharia

 +

Q.G. 2ª Brigada

Les Huit Maisons

BI 21(Reserva)

+

 Grupo de Artilharia

 +

Q.G. 1ª Brigada

Le Touret

3ª Linha

 

Linha de

 Corpo

Quartel General da Divisão

 

Q.G. 1ª Divisão

Lestren (Chateau de La Cigale)

 General Gomes da Costa

 

(Reserva 3ª Brigada)

 

 

 

 

O CEP no dia 6 de Novembro de 1917 assumiu a responsabilidade inteira da defesa da zona portuguesa, como Corpo de Exército, sob o comando do General Tamagnini, subordinado directamente ao Comando do 1º Exército Britânico, comandado pelo General Horne. A 2ª Divisão terminou de ocupar as suas posições e tomou a responsabilidade dos seus sectores no dia 26 de Novembro de 1917, sector de Flaurbaix e Fauquissart.

 

Frente Portuguesa entre 6 de Novembro e 22 de Dezembro de 1917. Total de 18 Km

 

 Sector

Frente Máxima 18 Km 

Fleurbaix

 

Fauquissart

 

Neuve Chapelle

Ferme du Bois

1ª Linha

 

 Linha

A e B

 

 

SS-II

BI 13

(Combate)

 

SS-I

BI 17

(Combate)

 

SS-II

BI20

(Combate)

 

SS-I

BI 29

(Combate)

 

SS-II

BI 23

(Combate)

 

SS-I

BI 25

(Combate)

 

SS-II

BI 22

(Combate)

 

SS-I

BI 34

(Combate)

 

Linha C

 

Comando dos Batalhões

 

BI 10

(Apoio)

BI 8

(Apoio)

BI 24

(Apoio)

BI 28

(Apoio)

 

2ª Linha

Linha das Aldeias

 

Comando da Brigada

BI 4 (Reserva)

+

Grupo de Artilharia

+

Q.G. 5ª Brigada

Fleurbaix

 

BI 3 (Reserva)

 +

Grupo de Artilharia

+

Q.G. 4ª Brigada

 Lavantie

 

BI 7 (Reserva)

+

Grupo de Artilharia

+

Q.G. 2ª Brigada

Les Huit Maisons

BI 21 (Reserva)

+

Grupo de Artilharia

+

Q.G. 1ª Brigada

Le Toutet

 

3ª Linha

 

Linha de

 Corpo

 

Quartel General da Divisão

 

6ª Brigada (Reserva)

+

 Q.G. 2ª Divisão

La Gorgue

 

General Simas Machado

 

 

3ª Brigada (Reserva)

+

Q.G. 1ª Divisão

 Lestren   (Chateau de La Cigale)

 

 General Gomes da Costa

 

Quartel General do Corpo

 

Q.G. Corpo Expedicionário Português

St. Venant

 

General Tamagnini de Abreu e Silva

 

Nota: O sector de Fleurbaix chegou apenas a ser ocupado por tropas portuguesas durante 11 dias, entre 11 e 22 de Dezembro., 5ª Brigada

 

 

 

O Inverno de 1917 - Outubro de 1917 a Fevereiro de 1918

 

Frente Portuguesa entre 23 de Dezembro de 1917 e 6 de Abril de 1918. Total de 11 Km.

 

O sector de Fleurbaix foi transferido para os ingleses a 22 de Dezembro, tendo a frente portuguesa passado para 11 Km. Em consequência foi efectuada uma reorganização do espaço ocupado por cada Brigada por forma a encaixar as duas Divisões do CEP na linha da Frente.

 

Assim o sector de Fauquissart e Neuve Chapelle foram divididos e foi introduzido entre ambos um novo sector, Chapigny. Este sector algumas vezes é denominado por Mauquissart em alguma literatura, em parte pela enorme cratera em Mauquissart, na terra de ninguém, mesmo em frente de Chapigny. 

 

 

Reorganização da Frente em 22 de Dezembro de 1917

 

 

 7 Km

Frente de 11 Km

Sector

Fleurbaix

Sector Inglês

 

Fauquissart

 

Neuve Chapelle

Ferme du Bois

1ª Linha

 

 

 Chapigny

 

 

 

 

Frente de combate portuguesa entre 22 de Dezembro 1917 e 6 de Abril de 1918

 

Sector

 

 Frente de 12 Km

Fauquissart

 

Chapigny

 

Neuve Chapelle

Ferme du Bois

1ª Linha

Linha A e B

 SS-II

 SS-I

 SS-II

 SS-I

 SS-II

 SS-I

 SS-II

 SS-I

Linha C

 

Comando dos Batalhões

 

 

 

 

2ª Linha

 

Linha das Aldeias

Comando da Brigada

Lavantie

 ?

Les Huit Maisons

Le Touret

3ª Linha

 

Linha de  Corpo

Quartel General da Divisão

Q.G. 2ª Divisão

La Gorgue

 

General Simas Machado 

Q.G. 1ª Divisão

Lestren (Chateau de La Cigale)

 

 General Gomes da Costa 

Quartel General do Corpo

Q.G. Corpo Expedicionário Português

St. Venant

 

General Tamagnini de Abreu e Silva

 

 

 

 

A Primavera de 1918 - Março a Abril de 1918

 

 

A Ofensiva alemã da Primavera de 1918 Operação Gorgette

  • 1ª Ofensiva - Zona do Somme (de 21 de Março a 4 de Abril)

  • 2ª Ofensiva - Zona do Lys (de 9 a 29 de Abril)  -  O grande confronte entre portugueses e alemães entre 9 e 11 de Abril.

  • 3ª Ofensiva - Zona de Aisne (de 27 de Maio a 4 de Junho)

  • 4ª Ofensiva - Zona de Noyon (de 8 a 12 de Junho)

  • 5ª Ofensiva - Zona do Marne (de 15 a 17 de Julho)

 

Distribuição das forças portuguesas a 6 de Abril de 1918, já depois da 2ª Divisão ser integrada no XI Corpo do Exército britânico

 

 

Sector

 

Frente de 11 Km

   Fauquissart 

   Neuve Chapelle

  Ferme du Bois

1ª Linha

 

Linha A e B

 

SS-II

BI 8

(Combate)

Hyde Park 

 

 

 

SS-I

BI 20

(Combate)

Temple Bar

 

 

SS-II

BI 2

(Combate)

Winchester Post

 

 

SS-I

BI1

(Combate)

Curzon Post

 

 

SS-II

BI 17

(Combate)

Lansdowne Post

 

 

SS-I

BI 10

(Combate)

Rum Corner

 

 

Linha C

 

Comando dos Batalhões

 

 

BI 29

(Apoio)

Red House

 

 

BI 11

(Apoio)

Loretto Road

 

 

 

BI 4

 (Apoio)

Rue des Chavattes

 

 

2ª Linha

 

Linha das Aldeias

 

 

 

 

 

 

Comando da Brigada

 

BI 3 (Reserva)

Levantie

+

Grupo de Artilharia

Levantie

+

Q.G. 4ª Brigada

Laventie

 

  

 

BI 5 (Reserva)

Pont du Hum

+

Grupo de Artilharia

Pont du Hem

+

Q.G. 6ª Brigada

Les Huit Maisons

 

 

 

BI 13 (Reserva)

Lacouture

+

Grupo de Artilharia

Chateau du Raux

+

Q.G. da 5ª Brigada

Chateau du Raux

 

 

3ª Linha

 

Linha de Corpo

 

 

 

 

 

 

Reserva Divisional

Da 2ª Divisão

 

BI 9 (Reserva Divisional)

Riez Bailleul

 

BI 14 (Reserva Divisional)

Pont Riqueul

 

 

BI 15 (Reserva Divisional)

Croix Marmous

 

 BI 12 (Reserva Divisional)

La Gorgue

+ 

Q.G 3ª Brigada

(Reserva Divisional)

Q.G. 2ª Divisão

La Gorgue

 General Simas Machado 

 

Quartel General do Corpo

 

Q.G. Corpo Expedicionário Português

St. Venant

 

General Tamagnini de Abreu e Silva

 

 

A 4 de Abril o 1º Exército britânico deu ordens para a retirada do CEP da frente de combate, ficando a primeira fase para 6 de Abril, data em que oficialmente o CEP deixa de ter a responsabilidade da defesa dos seus sectores e começa a retirada.

 

A retirada foi planeada em duas fases: primeiro a 1ª Divisão a 6 de Abril e depois a 2ª Divisão a 9 de Abril. A 2ª Divisão não chega a retirar porque se dá a ofensiva alemã sobre o então já ex-sector português.

 

A 9 de Abril a 1ª e 2ª Brigadas da 1ª Divisão já tinham retirado da frente de combate tendo ficado apenas a 3ª Brigada de reforço à 2ª Divisão. Refira-se que o dia 4 de Abril é coincidente com o fim da primeira parte da ofensiva alemã, na zona do Somme (de 21 de Março a 4 de Abril) e que coincidência os alemães atacam no dia em que o CEP estava a retirar da frente.

 

O Corpo Expedicionário Português, enquanto grande unidade dependente do 1º Exército britânico, deixou de o ser a partir de 6 de Abril de 1918, terminando o seu comando como unidade responsável por um sector da frente de combate, responsabilidade que adquirira desde 21 de Julho de 1917.

 

Assim, no dia 6 de Abril de 1918, às 7 horas, o CEP deixou de ter responsabilidade da defesa do sector e a 2ª Divisão portuguesa passou a estar incorporada transitoriamente no XI Corpo do Exército britânico, constituída pelas 5ª, 6ª e 4ª Brigadas, distribuídas respectivamente pelos seguintes sectores: Ferme du Bois, Neuve Chapelle e de Fauquissart. Os sectores da frente foram reorganizados para se ajustarem à retirada da 1ª Divisão do CEP a 6 de Abril e por consequência o sector de Chapigny deixou de existir, sendo os seus 3 quilómetros distribuídos entre o sector de Fauquissart e Neuve Chapelle. Esta era a distribuição táctica que as tropas portuguesas apresentarão três dias mais tarde quando a 9 de Abril se dá a ofensiva alemã.

 

Entretanto a 1ª Divisão retirou da frente deixando a sua 3ª Brigada de reforço à 2ª Divisão. A 2ª Divisão também ira ser retirada da frente e rendida por tropas inglesas, manobra que estava marcada para 9 de Abril. Quando os alemães atacaram às 4h 15mn da manhã de 9 de Abril, a tropas portuguesas encontravam-se desordenadas, com os equipamentos preparados para partirem para a retaguarda.

 

 

O Verão de 1918 - Maio a Agosto de 1918

 

Aniquilada 2ª Divisão em combate e a 1ª Divisão desfalcada de homens, o CEP não tinha condições de recuperar sem reforços de Portugal, coisa que não aconteceu até ao final da Grande Guerra. Faltavam efectivos, essencialmente oficiais, e já não recebiam reforços significativos que permitissem reconstruir as unidades desde Dezembro de 1917. Na frente interna, em Lisboa, não existia capacidade nem vontade de reconstruir o Corpo Expedicionário Português.

 

 

 

O Outono de 1918 - Setembro a Novembro de 1918

 

 

 

Links

 

Notas

 

Bibliografia

  • Marques, Rafael(2000), "Cruz Vermelha Portuguesa", Coimbra, ed.,Quarteto Editora. (ISBN: 972-8535-29-5)

  • Ilustração Portuguesa, (1919), Série II, 30 Junho de 1919, n.º 697, Lisboa, O Século, HML

  • Martins, Ferreira (1934a), "Portugal na Grande Guerra", Vol. I, Lisboa, 1ª ed., Empresa Editorial Ática

  • Martins, Ferreira (1934b), "Portugal na Grande Guerra", Vol. II, Lisboa, 1ª ed., Empresa Editorial Ática

  • Amaral, Ferreira do (1922), "A Mentira da Flandres e o Medo", Lisboa, 4ª ed., Editora J. Rodrigues & C.

  • Cortesão, Jaime (1919), "Memórias da Grande Guerra, (1916-1919)", Porto, 3ª ed., Edição da Renascença Portuguesa.

  • André Brun (1919), "A Malta das Trincheiras, Migalhas da Grande Guerra (1917-1918)", 2ª ed., Lisboa, Guimarães & C.ª.

  • Morais, Pina de (1919), "Ao Parapeito", Porto, 2ª ed., Edição da Renascença Portuguesa.

  • Mardel, Eugénio (1923), "A "Brigada do Minho" na Flandres, (o 9 de Abril), Subsídios para a História da 4ª Brigada do CEP", s.e., Lisboa, Serviços Gráficos do Exército.

  • Magno, David (1921), "Livro da Guerra de Portugal na Flandres, Volume II", s.e., Porto, Companhia Portuguesa Editora.

  • André Brun (1919), "A Malta das Trincheiras, Migalhas da Grande Guerra (1917-1918)", 2ª ed., Lisboa, Guimarães & C.ª.

     

Home | C.E.P. | C.A.P. | C.A.P.I. | S.P.C. | Aviação Militar | Corpo de Capelães | Atiradores Especiais

Este site foi actualizado pelo última vez em 21-02-2014